fechar menu 

Guia de viagem Japão

 
 

Se já estás a pensar numa viagem ao Japão, então sabemos que já te deixaste fascinar por este destino místico que mistura tradição e modernidade. O Japão é um país longe e, por isso, deves manter-te bem informado sobre tudo o que precisas de saber.

Preparamos um guia que te vai ajudar a planear a tua viagem inesquecível e responder a muitas dúvidas que possas ter. De uma coisa temos a certeza – será uma viagem que não te irás arrepender...

Informação essencial para visitares o Japão

 
 

Língua:

O idioma oficial é o japonês. Deves ter em atenção que longe dos locais muito turísticos poderás ter dificuldade com o inglês, por isso deves ir preparado com algum vocabulário básico de japonês.

Moeda:

Yene – (JPY)

Vistos:

Não precisarás de um visto para entrar no Japão até um período de 90 dias. Deves ter contigo a passagem de regresso e o dinheiro suficiente que prove a tua capacidade para pagar o alojamento e a alimentação. Se pretendes ficar mais tempo, deves ir à Embaixada do Japão em Lisboa.

Média de custos:

Por dia (por pessoa): 107€

Por semana (por casal):  1.500€

Alojamento em quarto duplo: 102€

Refeição (por casal): 50€

Aluguer de carro por dia: A partir de 41€

Excursões: 10€

Nota: os preços são meramente ilustrativos e não dispensam a consulta de diferentes opções que existem no país.

Revolut para o Japão:

Muitos são os receios e preocupações quanto aos gastos, câmbios e segurança das transações em viagem. Nós usamos o Revolut, porque constatámos que é a forma mais segura para efetuar pagamentos e levantamentos em qualquer parte do mundo, a que representa menos custos e a que nos dá a longo prazo a possibilidade de recuperar algum do dinheiro investido nas nossas viagens. Vê aqui o artigo onde te explicamos todas as vantagens ao utilizares o cartão Revolut. Se quiseres pedir já o teu cartão Revolut gratuitamente, solicita-o através deste link (nós oferecemos-te os portes de envio de 5.99€).

Aeroportos principais:

O Aeroporto Internacional de Tóquio é o mais importante.

Cuidados de saúde:

A rede sanitária no Japão e os cuidados de saúde no Japão são muito bons, pelo que não necessitarás de precauções excessivas. Contudo, deves marcar na mesma a consulta do viajante.

Seguro de viagem para o Japão:

Viajar com um seguro de viagem, foi algo que só com experiência (e algumas situações menos agradáveis) percebemos ser essencial. Não é só a tranquilidade que isso traz que nos permite aproveitar ao máximo a viagem, mas também a comodidade de saber que aconteça o que acontecer temos sempre uma alternativa ou solução. Criámos um artigo ("Qual o melhor seguro de viagem para a Ásia?") que te explica porque não deves abdicar de um seguro quando viajas para Ásia e te indica qual o seguro de viagem mais adequado ao teu destino. Simula e compra através deste link o teu seguro IATI para o Japão (os seguros de viagem que confiamos) e nós oferecemos-te 5% de desconto.

Quando ir ao Japão:

O Japão tem um clima geralmente ameno. O melhor período para viajar e descobrir o Japão na ilha de Honshu (Tóquio, Nagóia, Osaca, Hiroshima, Quioto etc.) é de Outubro a Maio. Para escapares dos tufões, evita a viagem entre Julho e Setembro, especialmente no Centro e Sul do Japão. A ilha de Hokkaido situada a norte tem clima mais frio, sendo frequente neve no Inverno e verões mais frescos.

Porque deves visitar o Japão

 
 

Quem consegue ficar indiferente ao fascínio exercido pelo Japão? Situado em pleno Oceano Pacífico, o Japão é um arquipélago de quase 7 mil ilhas, com uma história riquíssima e uma cultura extremamente interessante.

Governados pelo imperador Naruhito, o Japão é uma das principais potências mundiais, sendo uma referência no que diz respeito à tecnologia, mas também ao bem-estar e ao lifestyle. É, por isso, destino turístico diferente, mas obrigatório.

Top 10 de lugares a visitar no Japão

Monte Fuji

O Monte Fuji é, provavelmente, o ponto mais reconhecível de todo o Japão. Está para o Japão assim como a Torre Eiffel está para a França ou o Big Ben para a Inglaterra. Ou seja, um ponto irónico que associamos automaticamente o país do Sol Nascente.

Apesar de ser um vulcão ativo, o risco de erupção do Monte Fuji é considerado pelos especialistas como sendo muito baixo. Situado não muito longe da capital, Tóquio, de onde pode ser visto quando está bom tempo, o Monte Fuji é quase irreal, tal é a perfeição da sua forma e cores. De autocarro ou a pé, subir o Monte Fuji é obrigatório a quem vai ao Japão a primeira vez.

 
 

Templo do Pavilhão Dourado

O Templo do Pavilhão Dourado é um exemplo perfeito da arquitetura japonesa: uma inserção perfeita na natureza, em respeito total para com o espírito do local (o génios locci da Arquitectura); a predominância pelas linhas horizontais em detrimento das verticais; e o uso de materiais como a madeira.

Situado em Quioto, é um templo Zen, que permite aos visitantes uma experiência transcendental ou uma viagem incrível pela arte japonesa.

 
 

Kiyomizu-dera

Sendo um país de maioria budista, o Japão tem no Kiyomizu-dera o seu mais famoso e importante templo religioso. O Kiyomizu-dera é considerado, inclusive, Património Mundial pela UNESCO, e faz tanto parte de um complexo de monumentos antigos da antiga Quioto como da rota de peregrinação dos templos japoneses.

Erguido em 1633 exatamente como se encontra atualmente, o Kiyomizu-dera respeita todas as técnicas construtivas japonesas antigas, incluindo o facto de não recorrer à utilização de um único prego. A sua varanda sobre a encosta oferece ainda uma das melhores vistas de Quioto.

 
 

Fushimi Inari-taisha

O Japão tem milhares de templos por todo o seu território, mas poucos têm a importância do Fushimi Inari-taisha. Este foi, durante muitos anos, um dos favoritos dos mecenas, que assim contribuíram para o seu aumento e embelezamento.

Para além disso, a visita ao Fushimi Inari-taisha fica sempre marcado pelas diferentes estátuas de raposas, espalhadas por todo o complexo. A raposa, para o imaginário japonês, é tida como uma importante mensageira.

 
 

Santuário Meiji

Além dos templos budistas, é possível encontrar no Japão vários templos sionistas. É o caso do Santuário Meiji, que foi erguido em homenagem ao imperador homónimo e à sua esposa, Shoken. Tendo sido reconstruído após a destruição nos bombardeamentos da Segunda Grande Guerra, o Santuário Meiji tem sido um importante salão oficial do Japão na contemporaneidade, tendo acolhido a visita oficial de chefes-de-Estado como Barack Obama.

 
 

Arashiyama

Um dos grandes atrativos do Japão é a sua natureza, que proporciona algumas das mais excitantes e exóticas paisagens naturais de todo o Mundo. É o caso de Arashiyama, que vem atraindo visitantes desde o século VIII d.C. O Outono é a melhor altura para visitar Arashiyama, já que é quando as cerejeiras fiam em flor, enchendo o horizonte de cor e melancolia. É o local perfeito para estar em comunhão com a Natureza, caminhar ou andar de bicicleta.

 
 

Castelo de Osaka

Os castelos japoneses são bem diferentes dos castelos ocidentais, a que estamos habituados na Europa, de muralhas de ameias e torres de pedra. O castelo de Osaka é, provavelmente, o mais famoso de todo o Japão, devido também ao seu papel das lutas de unificação do país, e um exemplo perfeito desta arquitetura militar. Quando as cerejeiras estão em flor é também um local obrigatório de visita, já que se situa no interior de um parque público de rances dimensões.

 
 

Torre de Tóquio

A modernidade japonesa começa a desenhar-se na Torre de Tóquio. Situada em Tóquio e inspirada na Torre Eiffel, esta é uma torre de comunicação e a segunda construção mais alta de todo o país, com 333 metros. É um dos pontos turísticos mais visitados na capital japonesa, desde que foi erguida, em 1958. Com o advento da televisão digital, a Torre de Tóquio passou a dedicar-se em exclusivo ao turismo.

 
 

Parque de Nara

O Parque de Nara é uma espécie de refúgio idílico situado no interior de uma grande cidade, neste caso Nara. Com mais de 500 hectares, é um parque onde os cervos passeiam em liberdade, a relaxar juntamente com os visitantes.

Para descobrir a pé ou e riquexó, o Parque de Nara é a forma perfeita para relaxar do bulício da cidade e do stress da viagem.

 
 

Santuário de Itsukushima

Pode não ter a importância do Santuário Meiji, mas o Santuário de Itsukushima é, provavelmente, o mais belo dos templos sionistas do Japão. Além disso, tem a particularidade de ser construído sobre a água.

Desde 1996 que é considerado Património Mundial, pela UNESCO. O santuário situa-se na ilha do mesmo nome, junto ao monte mais elevado de toda a região, o Misen.

 
 

Tens que provar no Japão

Taiyaki

Trata-se de um lanche doce que é preparado com massa de waffle e recheado com feijão vermelho, creme de leite, caramelo, chocolate, pasta de castanha e pasta de matcha. Extremamente popular, prepara-te para esta pequena delícia que vai despertar os teus sentidos.

 
 

Takoyaki

Trata-se de um aperitivo japonês preparado com farinha e polvo cozido. Também muito popular no Japão, é originário de Osaka. Desfruta desta iguaria que é preparada numa chapa ou panela de ferro que é usada para fritar ou grelhar o takoyaki.

 
 

Ramen

Embora seja um prato de massa tradicional da China, acabou por ser introduzido no Japão com características alusivas à culinária japonesa. Trata-se de uma massa chinesa e de um caldo, aos quais se adicionam vários ingredientes, tais como chashu (carne de porco assada), rebentos de bambu, cebolinho, etc. No Japão irás encontrar muitos restaurantes de ramen completamente lotados e aconselhamos a que procures esses mesmos, com filas de japoneses, porque mostra que são aprovados localmente.

 
 

Onde ficar no Japão

Quando viajamos, sentimos que o sítio onde ficamos alojados pode valorizar ainda mais a experiência que estamos a viver. A localização, a vista, o conforto, entre muitos outros factores, é algo que gostamos de ter em conta.

É através do Booking.com que encontramos a melhor opção. Temos um guia que te pode ajudar nesta decisão importante. Vê o artigo “Guia para reservar alojamento com o Booking.com” ou começa já a tua pesquisa para qualquer tipo de alojamento para o Japão através deste link. Em baixo, deixamos-te a nossa seleção de três hotéis incríveis no Japão!

Hilton Tokyo Bay, Tóquio

Trata-se do hotel oficial do Tokyo Disney Resort! Isso mesmo: prepara-te para te alojares num quarto espaçoso com vista para o mar ou para o Disney Resort. Poderás relaxar numa das suas piscinas ou receber uma massagem no Relaxation Salon Hamam Spa do Tokyo Bay. À disposição tens ainda uma variedade de cozinhas no seu restaurante.

 
 

Senagajima Island Resort & Spa, Senaga

No Senagajima, irás poder descansar e relaxar verdadeiramente da tua viagem ao Japão, rodeado de todo o luxo e comodidade. Uma piscina exterior, banheira de hidromassagem e tratamentos de massagens, vão ajudar-te a recuperar do dia e restabelecer as energias.

 
 

Rizzan Sea Park Hotel Tancha Bay, Tancha

Estás à procura de praia? Então, o Rizzan Sea Park é o local ideal. Localizado na praia da costa oeste de Okinawa, disponibiliza acesso directo ao trecho de areias brancas da praia do Rizzan. Poderás ainda desfrutar das suas duas piscinas, praticar diversas atividades marítimas, campos de ténis e 9 opções de alimentos e bebidas.

 
 

Sabemos que já estás convencido desta viagem. Como não? O Japão é um país relativamente mais caro, mas também uma das viagens de sonho que vais querer recordar para toda a vida.

5% de desconto em seguros de viagem!

Somos embaixadores da IATI e temos descontos exclusivos para ti.

Info Seguros de Viagem

Subscreve a nossa newsletter

Segue-nos!

Não percas nenhuma aventura dos honeymooners: